industrial

4 dicas de gestão de custos industriais

“Custo” é uma palavra que faz parte da rotina de gestão de qualquer indústria. Não importa o quão popular ou útil seja o seu produto, se você não pode produzi-lo de forma eficiente e econômica, sua empresa provavelmente sofrerá.

Quando seus esforços de fabricação não estão gerando as margens de lucro que você deseja, existem algumas idéias principais para a gestão de custos industriais que você pode considerar.

Continue lendo e descubra quais são elas abaixo!

Reduzir custos trabalhistas

Se o trabalho físico é a maior despesa na fabricação na sua planta industrial, o controle dos custos trabalhistas lhe dará o caminho mais rápido para aumentar os lucros. As reduções dos custos trabalhistas podem ser geradas pela redução dos reais pagos aos trabalhadores das fábricas ou pelo aumento de produtividade dos trabalhadores atuais.

Empregar mão de obra de baixo custo pode significar ter que contar com funcionários não qualificados, por isso a melhor forma de diminuir os gastos trabalhistas na gestão de custos industriais é melhorando a eficiência do trabalho executado.

Estude todas as práticas de produção para eliminar etapas desnecessárias no processo. Reduza o tempo necessário para produzir uma unidade média, fornecendo treinamento especializado que permita aos funcionários trabalhar em um ritmo mais rápido. Ofereça incentivos para aqueles que introduzirem técnicas que economizem tempo na produção.

4 dicas de gestão de custos industriais

Gerenciar os custos totais de materiais

Quando os custos de materiais dominam a despesa do produto, concentre-se em maneiras de reduzir o consumo no processo de construção. Compre materiais em grandes lotes para reduzir os custos unitários.

Além disso, pesquise e determine o tipo certo de material necessário e procure utilizar itens de qualidade, que não geram retrabalho.  Se os recursos não são vitais para a função ou a qualidade de seus produtos, não pague por eles.

Fornecer documentação, treinamento e ferramentas adequadas para reduzir a quantidade de material descartado durante a produção também é essencial. Implante iniciativas de manufatura enxuta, como o Seis Sigma, para avaliar oportunidades de poupança.

Cortar gastos indiretos na gestão de custos industriais

Monitore e controle as despesas associadas à execução da fábrica — muitas vezes referidas como custos indiretos. Os custos de construção, utilidade, fornecimento, armazenamento, manuseio, viagens, supervisão e administrativos aumentam os custos totais de fabricação. Defina orçamentos na gestão de custos industriais para esses gastos de suporte e revise-os semanalmente, mensalmente e anualmente.

Compare as opções de compra ou aluguel de ferramentas para ver qual sairá mais em conta e mantenha a dívida e a despesa de juros tão baixa quanto possível. Monitore as ferramentas e os custos de fornecimento, e busque mantê-los em uma área segura para evitar perdas.

4 dicas de gestão de custos industriais

Realizar novos investimentos

Às vezes, um modo de economizar dinheiro é gastar dinheiro. Investir em equipamentos que tornam o processo de fabricação mais rápido pode  ajudar na gestão de custos industriais a longo prazo. Da mesma forma, máquinas que usam menos material também podem reduzir os custos.

No entanto, é imperativo investigar minuciosamente potenciais benefícios de investimento de capital versus os custos necessários antes de comprar novos equipamentos. Determine o retorno do investimento calculando o ROI, que segue a seguinte fórmula:

 ROI = ganhos – o custo do investimento / custo do investimento.

Pronto para começar a diminuir gastos na gestão de custos industriais? Comente abaixo e compartilhe conosco sua experiência!

3 thoughts on “4 dicas de gestão de custos industriais”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *