4 maneiras de aumentar a vida útil dos equipamentos do setor siderúrgico
industrial

4 maneiras de aumentar a vida útil dos equipamentos do setor siderúrgico

Com o passar do tempo, equipamentos de qualquer setor sofrem desgaste. Neste contexto, em especial o gestor de uma indústria siderúrgica sabe o quanto um dispositivo danificado compromete o ciclo produtivo.

Atraso na entrega de produtos e projetos, prejuízo financeiro e até mesmo acidentes estão entre as consequências decorrentes dessa situação. Para fugir disso, é preciso aumentar a vida útil dos equipamentos do setor siderúrgico, adotando medidas de manutenção preventiva e fazendo uso de produtos eficazes.

Para tanto, acompanhe 4 excelentes maneiras de melhorar o tempo de aproveitamento dos equipamentos do setor siderúrgico. Confira!

1. Avalie o nível de desgaste dos equipamentos

Todo equipamento do setor siderúrgico passa por um processo de degradação, no entanto, quando esse comportamento é avaliado a cada determinado período de tempo, é possível medir os danos e ampliar a vida útil do ferramental.

Isso porque, uma vez detectado algum sinal de desgaste que pode levar a uma falha, torna-se mais fácil e econômico fazer uma intervenção no equipamento antes deste queimar ou quebrar uma de suas partes.

Alguns parâmetros podem servir de base para monitorar o desgaste do equipamento e indicar, em média, quanto tempo ele ainda vai durar, como por exemplo, o nível de vibração, aquecimento, rotação e consumo de combustível.

Tome nota do comportamento do equipamento de acordo com os parâmetros disponíveis, observe se alguns desses estão anormais em relação ao previsto pelo fabricante, e caso apareça algo estranho,envie para a manutenção o mais rápido possível.

4 maneiras de aumentar a vida útil dos equipamentos do setor siderúrgico

2. Realize manutenção preventiva

O ditado popular já dizia: “é melhor prevenir do que remediar”. Para equipamentos do setor siderúrgico esse princípio não é diferente. Com a manutenção preventiva é possível ajustar possíveis falhas, reduzir custos com o conserto e garantir vida útil estendida ao ferramental.

Esse procedimento consiste em intervenções programadas de manutenção e avaliação em períodos estratégicos. Geralmente a manutenção preventiva acontece quando a indústria está em recesso ou em períodos de baixo fluxo de produção.

Um dos objetivos principais da técnica é evitar que equipamentos se danifiquem justamente no momento em que a indústria está em pleno funcionamento.

4 maneiras de aumentar a vida útil dos equipamentos do setor siderúrgico

3. Ofereça treinamentos aos colaboradores

Não faz muito sentido ter um excelente programa de manutenção preventiva se os seus colaboradores não são capazes de notar defeitos nos equipamentos. Por exemplo, um operador de rolo compactador precisa reconhecer ao menos um sinal de que o motor não está em bom funcionamento.

Para desenvolver essa capacidade de apontar eventuais falhas, é importante oferecer treinamentos aos colaboradores. Já que esse tipo de percepção é importante porque ajuda a identificar mais rapidamente erros no ferramental e agiliza o processo de manutenção.

4 maneiras de aumentar a vida útil dos equipamentos do setor siderúrgico

4. Adquira produtos que prolongam a vida útil de equipamentos do setor siderúrgico

Por mais que seus equipamentos do setor siderúrgico sejam de excelente procedência, é importante contar com produtos de qualidade para garantir mais tempo de funcionamento ao ferramental. Por exemplo, determinados óleos podem ser aplicados para reduzir a oxidação das peças e protegê-las durante os processos de manutenção e estocagem. 

Nesse sentido, a Homy tem uma série de produtos ideais para prolongar a vida útil de equipamentos, com destaque para o HOMY PROTECT 900 A, da linha de óleos protetivos temporários.

Esse produto possui película tixotrópica grossa, o que faz aumentar proteção das máquinas, ferramentas, partes pequenas e equipamentos pesados.

Outro destaque é o HOMY PROTECT V7, da linha de vernizes protetivos. Esse produto proporciona proteção antiferruginosa nas superfícies metálicas como eixos, peças e máquinas, além de ser antioxidante.

Essas foram algumas maneiras de fazer com que os equipamentos do setor siderúrgico tenham vida útil prolongada. Além dessas informações, há outras práticas que devem ser incorporadas para aumentar a eficiência do chão de fábrica, como examinar os fluxo de trabalho e atualizar os processos de negócios.

4 maneiras de aumentar a vida útil dos equipamentos do setor siderúrgico

Quer continuar acompanhando novidades para garantir a produção de qualidade no setor siderúrgico? Então, continue nos acompanhando e não esqueça de preencher os campos abaixo para receber informações exclusivas em seu e-mail. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *