Indústria

Soluções Homy Química para o combate do COVID-19

Veja neste conteúdo as soluções Homy Química para o combate do COVID-19 em superfícies, ambientes e nos cuidados pessoais.

O COVID-19 já é uma realidade no Brasil, contabilizando em 533 infectados e 11.278 casos suspeitos, de acordo com as informações divulgadas pelas as secretarias estaduais de Saúde até o dia 19/03/2020. Sendo assim, é importante entender quais precauções devem fazer parte de qualquer rotina para os próximos dias.

Ilustração feita pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, mostra a morfologia do novo coronavírus, conhecido cientificamente como 2019-nCoV — Foto: Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Handout via Reuters
Ilustração feita pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, mostra a morfologia do novo coronavírus, conhecido cientificamente como 2019-nCoV — Foto: Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Handout via Reuters

Para combater o COVID-19 em superfícies e ambientes:

De acordo com os últimos estudos realizados por cientistas do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), da Universidade da Califórnia,  o COVID-19 tem o tempo de sobrevivência de 1h até 3 dias,  dependendo da superfície em que está, por isso é muito importante a higienização dos ambientes. São elas: 

Aço inoxidável: 72 horas.

Plástico: 72 horas.

Cobre: 4 horas.

Higienização de superfícies e ambientes:

HT 15 – Detergente concentrado multiuso utilizado na limpeza de equipamentos pessoais, superfícies de aço inoxidável, alumínio, pisos, azulejos, mesas, bancadas, corrimões, portas e maçanetas.

M150 Flotador Multiuso– Produto utilizado para limpeza de paredes, fórmicas, cerâmicas, superfícies metálicas, vinílicos, plásticos, borrachas, etc.

HOMY DESILAV– Desinfetante com alto poder de limpeza e poderosa ação antibactericida, utilizado para higienização de sanitários e pisos em geral.

Pinho Gel- Detergente desodorizante utilizado na higienização de pisos em geral.

Cuidados pessoais para prevenção COVID-19 :

O coronavírus é disseminado por gotículas respiratórias, e não pelo ar. É importante manter as mãos higienizadas e evitar levá-las ao rosto. Lave sempre as mãos com água e sabonete, caso não tenha acesso a água, utilize o álcool em gel.

Higiene pessoal

Sabonete Antisséptico- Sabonete líquido com poderoso poder de desinfecção, utilizado na higienização das mãos em ambientes que exijam um maior grau de higiene.

Sabonetes Líquidos Perolizados– Sabonete líquidos neutros, com alto poder de limpeza e espuma, utilizados na higienização diária das mãos.

Homy Gelfresh – Álcool em gel asséptico 70% com poderoso poder bactericida utilizado na desinfecção das mãos.

(Fonte: G1, New England Journal of Medicine, CDC e Universits of California)

EPIs
Indústria

O EPI é responsabilidade de todos!

Que a entressafra é o melhor período para a manutenção das suas máquinas, já ficou claro. Mas para que ela seja feita de maneira segura, se proteger é essencial. A imperícia ou negligência da equipe de manutenção durante uma intervenção de reparo nos equipamentos pode ter consequências catastróficas e acarretar em um grave acidente, com forte impacto ambiental ou, até mesmo, morte, comprometendo a imagem da empresa. Usar equipamentos de segurança é parte indispensável no processo, por isso, o uso dos EPIs são tão importantes na proteção individual de cada usuário.

Mas o que são os EPIs?

São equipamentos que protegem, individualmente, cada usuário, resguardando a saúde e a integridade física do trabalhador. A norma regulamentadora de número 6, é responsável por estabelecer as medidas para segurança e saúde no trabalho, em relação ao EPI. De acordo com a NR 6, considera-se Equipamento de Proteção Individual: todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e saúde no trabalho.”

O empregador tem o dever de fornecer o EPI correto para o empregado, já que o seu uso é obrigatório. Porém, é importante fornecer o equipamento adequado ao risco. Para garantir a qualidade do equipamento, todos têm que apresentar o Certificado de Aprovação (CA), que pode ser verificado facilmente no site do Ministério do Trabalho para verificação. Infelizmente, é possível encontrar EPIs sendo comercializados com o CA inválido, o que pode prejudicar o desempenho do equipamento e aumentar as chances de acidentes de trabalho.

Responsabilidades sobre o uso do EPI: Empregador x Empregado

A Norma Regulamentadora 6 estabelece as responsabilidades do empregador e do empregado quanto ao uso do Equipamento de Proteção Individual.

Empregador

É dever do empregador fornecer o EPI adequado ao risco da atividade com o Certificado de Aprovação e exigir o uso do equipamento ao exercer as tarefas profissionais. Além de oferecer um treinamento com as orientações necessárias sobre o uso, modo de guardar e conservação do produto.

Empregado

O empregado tem a obrigação de utilizar os equipamentos de proteção fornecidos, conservar e comunicar ao empregador, caso haja qualquer dano ao produto que o torne impróprio para uso.

O mercado de EPIs é amplo, existem diversos equipamentos de segurança para cada tipo de risco existente no ambiente de trabalho. Veja os principais para a proteção do trabalhador:

  • Calçados de Segurança
  • Capacete de Segurança
  • Capuz ou Balaclava
  • Luvas de Segurança
  • Óculos de Segurança
  • Máscaras Respiratórias
  • Cinto de Segurança
  • Vestimentas Especiais
  • Protetor Facial
  • Protetor Auricular e Abafador de Ruído
manutenção
Indústria

Manutenção Preventiva x Manutenção Corretiva

Sabe a diferença entre os dois processos de manutenção? Vem dar uma olhada no post para entender!

A segurança e a conservação das máquinas, equipamentos e estruturas industriais é muito importante. Por isso, descobrir a manutenção ideal para o bom funcionamento da sua indústria é indispensável. Enquanto a corretiva consiste na correção imediata de problemas que inviabilizam o bom funcionamento de máquinas e equipamentos, causando sérios prejuízos no processo produtivo, a manutenção preventiva, como o próprio nome diz, é uma prevenção que tem como objetivo a redução dos custos com possíveis reparos, durante a próxima colheita.

Manutenção Corretiva

Esse tipo de manutenção se resume na correção imediata de problemas que inviabilizam o bom funcionamento de máquinas e equipamentos, o que resulta em sérios prejuízos no processo produtivo. Dessa maneira, como ela não é programada é necessário substituir as peças e componentes danificados ou desgastados. Geralmente, a manutenção corretiva gera altíssimos custos para as indústrias, comprometendo o cumprimento de prazos e até mesmo o lucro do mês. Esse tipo de manutenção deve ser feito quando algum equipamento apresenta quebra ou falhas. Como ele não utiliza planejamentos, é necessário ter estoque de peças e disponibilidade de profissionais, uma vez que as falhas não são previstas.

Manutenção Preventiva

Prevenir é sempre uma boa estratégia, pois, assim, há uma facilidade de identificar os problemas, antes que seja tarde demais. A manutenção preventiva evita surpresas que não são bem-vindas, detectando e diagnosticando problemas antecipadamente. Assim, ela se resume em um conjunto de estratégias de monitoramento e controle que são sempre planejadas, sendo realizadas periodicamente com base em um cronograma.

Ao realizar o processo preventivo, os desgastes e danos ocorridos são muito menores, consequentemente, isso faz com que os custos das reposições de peças e componentes não comprometam o orçamento empresarial. Por outro lado, é importante frisar que a manutenção preventiva ocorre independentemente de danos apresentados, fazendo com que em alguns momentos a indústria tenha gastos sem necessidade imediata.

Para realizar as manutenções de maneira eficaz, a Homy Química tem diversos produtos para a limpeza das máquinas: veja todas as linhas dos produtos e descubra o mais adequado para a sua indústria.

Não esqueça de baixar o e-book e ficar ainda mais por dentro desse assunto!

Indústria

Homy Química avança e conquista licença da ANP

A ANP (Agência Nacional do Petróleo) fiscaliza os produtos de refinarias derivados do petróleo

Agora, a Homy Química é autorizada pela ANP e ganhou o reconhecimento de fabricante de lubrificantes, vendedora de óleos básicos e distribuidora de solventes produzidos pelas refinarias do país. 

Continue lendo “Homy Química avança e conquista licença da ANP”
A-importância-dos-desmoldantes-de-areia-verde2
Indústria

A importância dos desmoldantes de areia verde

A fundição é uma das atividades industriais mais antigas da história da humanidade. Para a produção em série de peças semelhantes, criaram-se os sistemas de moldagem, que podem ser metálicos (não destrutíveis com vida útil definida) ou de areia (destrutíveis sem vida útil definida), como é o caso dos que utilizam os desmoldantes de areia verde.

Os processos destrutíveis, considerados de menor precisão dimensional, dependem fortemente da qualidade da areia verde utilizada. Com os avanços tecnológicos na área, passaram a existir mais de um tipo de areia e sua qualidade tem grande associação com as propriedades físico-químicas do material.

Veja no post a seguir qual a importância dos desmoldantes para os moldes que utilizam areia verde e como avaliar a qualidade do produto que você irá adquirir.

Continue lendo “A importância dos desmoldantes de areia verde”
Saiba porque utilizar o pré-tratamento nanocerâmico
Indústria

Saiba porque utilizar o pré-tratamento nanocerâmico

O pré-tratamento é uma etapa indispensável para assegurar a qualidade da pintura e do acabamento do produto final na indústria. Melhor adesão, melhoria da resistência à corrosão e à formação de bolhas, bem como a redução da interação entre as diversas partes do revestimento tornam o pré-tratamento essencial.

A técnica mais utilizada no Brasil atualmente é a fosfatização que, apesar de ter bons resultados para a proteção do material, libera subprodutos nocivos à saúde e ao ambiente.  Em razão disso, novas tecnologias vêm sendo desenvolvidas e aplicadas.

Uma delas é o pré-tratamento nanocerâmico, técnica que não contém metais pesados em sua formulação e é capaz de produzir excelentes resultados. Veja no post a seguir por que essa técnica vem sendo cada vez mais utilizada.

Continue lendo “Saiba porque utilizar o pré-tratamento nanocerâmico”
Indústria 4.0: A Cultura da Inovação na Revolução Tecnológica
Indústria

Indústria 4.0: A Cultura da Inovação na Revolução Tecnológica

O modo de produzir no mundo está passando por uma transformação tão grande que tem sido chamada de Indústria 4.0. E já que vem sendo considerada uma 4ª Revolução Industrial.

Com o avanço das tecnologias baseadas em armazenamento de dados por nuvens,

inteligência artificial e machine learning, a cultura da inovação vem se consolidando na indústria.

No Brasil, ações governamentais têm estimulado a modernização da indústria nacional. Com o intuito de melhorar a produtividade e reduzir os impactos ambientais e humanos ocasionados pelo processo industrial.

Veja como a cultura da inovação trazida pela Indústria 4.0 tem influenciado o setor industrial no Brasil lendo o post a seguir.

Continue lendo “Indústria 4.0: A Cultura da Inovação na Revolução Tecnológica”
Canteiro de Obras, você sabe como organizar?
Construção Civil, Indústria

Canteiro de Obras, você sabe como organizar?

O planejamento do canteiro de obras é uma etapa indispensável para que a obra não saia do orçamento previsto. Ele é definido como o planejamento da disposição e logística das instalações de segurança, instalações provisórias. Além do sistema de armazenamento e dos procedimentos de movimentação de materiais.

Esse planejamento contribui muito para o uso racional dos recursos e para a entrega do projeto dentro dos prazos estipulados. Uma vez que ajuda a manter o controle sobre o uso dos recursos humanos, financeiros e materiais.

Veja no post a seguir o que é o planejamento do canteiro de obras e algumas dicas de como organizá-lo.

Continue lendo “Canteiro de Obras, você sabe como organizar?”
Plano Mestre de Produção no uso racional dos produtos e redução de perdas
Construção Civil, Indústria

Plano Mestre de Produção no uso racional dos produtos e redução de perdas

O Plano Mestre de Produção (PMP) – ou Planejamento, Programação e Controle da Produção (PPCP) é uma ferramenta que busca fazer um planejamento racional para orientar a produção e o controle na fábrica ou na obra.

Para que tenha sucesso, o Plano Mestre deve integrar as funções técnicas e administrativas, inter-relacionando as ações com o objetivo de trazer a melhor solução possível para o processo produtivo, que é multidisciplinar.

A principal função do Plano Mestre de Produção é formular os planos que organizem a alocação de recursos (materiais e humanos) de modo a otimizar seu uso.

Veja no post a seguir como o PMP contribui para o uso racional dos recursos, reduzindo perdas e melhorando a qualidade do produto final.

Continue lendo “Plano Mestre de Produção no uso racional dos produtos e redução de perdas”
A importância dos óleos lubrificantes para eficiência energética dos equipamentos
Indústria

A importância dos óleos lubrificantes para eficiência energética dos equipamentos

Os óleos lubrificantes para eficiência energética têm um papel indispensável. Independente da função – lubrificante, dielétrico, usinagem, entre outros – o desempenho dos óleos de máquina conta muito para a boa performance das máquinas e para a produtividade da indústria.

Eficiência energética é, em resumo, gerar a mesma quantidade de energia com o uso de menos recursos naturais ou realizar o mesmo serviço (trabalho) com menos energia. Essa noção vem crescendo nos últimos anos, especialmente com a expansão da Indústria 4.0 e com a crise energética no Brasil.

Veja no post a seguir como a qualidade dos óleos lubrificantes influencia na eficiência energética da empresa e impacta significativamente nos custos de produção.

Continue lendo “A importância dos óleos lubrificantes para eficiência energética dos equipamentos”