Indústria 4.0: A Cultura da Inovação na Revolução Tecnológica
Indústria

Indústria 4.0: A Cultura da Inovação na Revolução Tecnológica

O modo de produzir no mundo está passando por uma transformação tão grande que tem sido chamada de Indústria 4.0. E já que vem sendo considerada uma 4ª Revolução Industrial.

Com o avanço das tecnologias baseadas em armazenamento de dados por nuvens,

inteligência artificial e machine learning, a cultura da inovação vem se consolidando na indústria.

No Brasil, ações governamentais têm estimulado a modernização da indústria nacional. Com o intuito de melhorar a produtividade e reduzir os impactos ambientais e humanos ocasionados pelo processo industrial.

Veja como a cultura da inovação trazida pela Indústria 4.0 tem influenciado o setor industrial no Brasil lendo o post a seguir.

Indústria 4.0 A Cultura da Inovação na Revolução Tecnológica

O que é cultura da inovação na Indústria 4.0?

Se considerarmos inovação como a habilidade de tornar conhecimento em negócios, então, o Brasil tem um grande desafio. Promover o crescimento de sua indústria.

A cultura da inovação surgiu do entendimento que há um excesso de regras e padrões de comportamento. Ele inibe a colaboração espontânea das pessoas envolvidas para trazer melhorias ao processo como um todo.

Nesse sentido, a cultura da inovação é a criação de uma mentalidade corporativa que não seja constrangedora ou inibidora de tais contribuições que podem trazer melhorias. É uma flexibilização nas barreiras hierárquicas que definem como deve funcionar a estratégia da empresa.

Por outro lado, longe de significar uma ausência de controle ou estratégia, a cultura da inovação requer um conjunto de visões, protocolos e recursos organizados de forma clara de modo a permitirem a manifestação espontânea das contribuições.

Quer dizer, todo mundo é bem vindo, mas não é de qualquer jeito! Para criar tais métodos de organização, a indústria precisa de inovação. Como gerenciar essa nova forma de operar?

O uso das novas tecnologias é uma das respostas.

Indústria 4.0 A Cultura da Inovação na Revolução Tecnológica

Quais as vantagens da cultura da inovação para as indústrias?

A ideia da cultura de inovação vem de mãos dadas com a Indústria 4.0 porque é com o avanço das novas tecnologias que essa dinamização das relações tem sido possível.

Hoje em dia, o mundo inteiro está conectado em rede, podendo ter acesso a informações de qualquer empresa, em qualquer lugar do mundo.

Com isso, o balanço das relações entre clientes e empresários se alterou definitivamente. Os consumidores estão cada vez mais próximos dos produtores – e a indústria não está isenta dessa proximidade.

Usuários cada vez mais bem informados têm tido crescente capacidade de se organizar em grupos para pressionar por ações ou mudar sua decisão de compra, impactando diretamente na lucratividade da empresa.

Para entendermos quais as vantagens da cultura da inovação para a indústria, vamos recapitular brevemente quais são os pilares da Indústria 4.0:

● Cyber Physical Systems – CPS: sistemas que possibilitam a conectividade entre operações físicas e infraestruturas computacionais, fundindo o mundo físico e o virtual. São compostos por uma unidade de controle, mecanismos de armazenamento e análise de dados.

● Internet das Coisas (Internet of Things – IoT): consiste na rede de objetos materiais, plataformas, sistemas e aplicativos, todos com tecnologia embarcada capaz de comunicar-se ou interagir com ambientes internos e externos. Isso possibilita a tomada de decisões remotamente, tal como abrir uma porta por meio de um celular SmartPhone. É considerada a base da Indústria 4.0.

● Internet of Services (IoS): é o tipo de serviço que surge como consequência da IoT. Se a internet das coisas funciona corretamente, há um outro tipo de agregação de valor, trazendo inovação para a dinâmica de distribuição, especialmente nos diferentes canais existentes, como as redes sociais por exemplo. Com o desenvolvimento da Indústria 4.0, esse conceito deve ser expandido de uma unidade fabril (modularidade) para toda a rede de produção e clientes.

E como isso se expressa em benefícios para a indústria?

precisamos observar a forma como essas transformações estão sendo traduzidas para o ambiente produtivo.

Os ambientes cyber-físicos permitem uma crescente a virtualização do chão de fábrica e isso ficará cada vez mais intenso. O uso de simuladores de realidade aumentada e monitoramento remoto dos processos usando sensores na plantas industriais deve crescer à medida que novas tecnologias são desenvolvidas.

Isso reduz muito os riscos à saúde do trabalhador, porque cada vez menos humanos precisarão se expor a situações de insalubridade para que a produção seja realizada.

Doenças do trabalho como dermatites, lesões e a quantidade de acidentes no chão de fábrica devem diminuir drasticamente. Além do benefício econômico, a indústria 4.0 traz grandes benefícios sociais.

A internet das coisas permite o controle remoto e a comunicação em tempo real com os sistemas produtivos. Com isso, a modularidade e lean production, conceitos que

otimizam o uso dos recursos produzindo-os conforme demanda, tornam-se possíveis.

Por outro lado, todas essas transformações trazem também desafios em sua implantação.

Quais as desvantagens da cultura da inovação nas indústrias?

Tudo o que citamos como vantagem pode se tornar uma desvantagem. Como assim? É que, no momento da implantação, pode haver problemas principalmente na integração dos diversos setores.

Ao se criarem ambientes cyber-físicos, a comunicação entre os meios torna-se chave para que a operação flua corretamente. Com isso, novos métodos de gerenciamento precisam ser criados.

Processos como o método Ágil de Gestão de Projetos alinham-se com a Indústria 4.0, mas nem todas as indústrias 3.0 estão preparadas para trabalhar dessa forma. A tomada de decisão descentralizada requer outra forma de gerenciar e de trabalhar.

Aliás, a adaptação da cultura para uma centrada na produtividade e não na quantidade de horas trabalhadas também pode surgir como um obstáculo. O uso de big data e computação em nuvem contribui para a obtenção de informações em tempo real. Por outro lado, a falta de preparo técnico e de educação dos trabalhadores e gerentes para essa nova forma de ver a produção é talvez a maior desvantagem.

Assim, a cultura da inovação trazida pela Indústria 4.0 está trazendo uma verdadeira

revolução no modo de produzir e de gerenciar a produção. Em contrapartida, a indústria brasileira precisa se atualizar e tornar-se mais ágil no processo de tomada de decisões, principalmente no que se refere à educação e preparo de seus funcionários.

Quer saber mais? Então leia nosso artigo sobre o que é indústria 4.0 . Agradecemos sua visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *