Sem categoria

Limpeza dos trocadores de calor: qual produto utilizar em usinas?

A falta de manutenção do trocador pode elevar os custos de energia e prejudicar o seu funcionamento.

A limpeza dos trocadores de calor é essencial para que industrias alimentícias, químicas, siderúrgicas e petroquímicas funcionem perfeitamente. Isso porque a função desse equipamento é justamente a de transferir o calor de um fluido para outro. Logo, mediante a essa importante função são necessárias algumas revisões periódicas, e é sobre ela que falaremos a partir de agora.

Limpeza química e a limpeza mecânica: qual é a diferença?

Os métodos de limpeza industrial se diferenciam de acordo com o resultado a ser atingido, em alguns casos a combinação dos procedimentos é a melhor alternativa para uma melhor manutenção. Na limpeza dos trocadores de calor nas usinas existem duas técnicas indicadas, sendo elas a limpeza química e a limpeza mecânica.

No que se refere a limpeza química o grande ponto positivo dessa técnica é a economia do tempo. Por utilizar compostos ácidos, isso faz com que todo o processo seja mais ágil. Vale lembrar também que a indicação desse método é relevante em trocadores de calor que trabalham com a manipulação de gases, tratamento de água, sistemas de refrigeração, aquecimento, entre outras utilidades. Dessa forma problemas como erosão, contaminação cruzada de fluidos, obstruções, entupimentos e vazamentos acabam sendo evitados.

Em relação a limpeza mecânica, essa técnica acontece de maneira mais manual com o uso de uma escova rotativa, que passa por dentro dos tubos, retirando encrustações e resíduos. Outro ponto importante, é que as ferramentas utilizadas nesta limpeza vão depender do tipo de encrostação encontrada no trocador de calor. Além disso, em boa parte dos casos, a limpeza mecânica ocorre quando a química não foi o suficiente, contudo combinar as duas técnicas pode ser vantajoso para a conservação dos trocadores de calor.

.

Entenda a importância da limpeza trocadores de calor nas usinas e qual produto deve ser utilizado!

Por desempenharem um papel importante em processos complexos do setor industrial, manter os trocadores de calor limpos é uma prática que estimula a sua conservação. A eficiência desse equipamento, por exemplo, é potencializada, evitando assim que qualquer entrave prejudique as atividades industriais e gere prejuízos financeiros.

Uma dúvida muito comum na limpeza dos trocadores de calor nas usinas é sobre qual produto usar. Para isso, a Homy Química desenvolveu o Renox R100, além de retirar encrustações pesadas, poeira e ferrugem, essa solução é também biodegradável, reduzindo assim os impactos no meio ambiente. A eficiência desse produto é bem-vinda também para limpeza de superfícies de inox, alumínio galvanizado, superfícies pintadas, tubulações, tanques de armazenamento, evaporadores e condensadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *