industrial

Logística na Construção Civil: 5 dicas para não faltar materiais na obra

Na indústria da construção, o transporte e a logística estão no cerne do gerenciamento da cadeia de suprimentos. Quando possuímos um sistema efetivo de transporte e logística, é possível garantir que a entrega dos materiais seja feito em tempo hábil ao seu canteiro, garantindo que não vá faltar materiais na obra e reduzindo os custos.

Abaixo, você vai encontrar seis dicas que ajudam a criar um sistema efetivo de transporte e logística para garantir a disponibilidade de materiais e a redução de custos no seu próximo projeto de Construção Civil!

1. Utilize o BIM para não faltar materiais na obra

O BIM, o Building Information Modeling, é muito confundido com um software. Contudo, ele se trata de uma metodologia aplicada por meio da tecnologia. Ele busca construir durante a fase de planejamento um modelo 3D da construção, constando uma descrição digital de cada aspecto do projeto.

A ideia é que esse modelo seja feito de forma colaborativa entre todos os envolvidos e que ele contenha todas as informações necessárias para a execução de uma obra. Incluindo os materiais necessários para cada etapa.

Logística na Construção Civil: 5 dicas para não faltar materiais na obra

2. Desenvolva um plano de logística na Construção Civil

Com o BIM montado, será possível identificar facilmente os materiais necessários a uma obra. Assim, você poderá criar um plano logístico que preveja o fluxo de materiais do projeto. Certifique-se de que todos os principais jogadores, incluindo sua mão de obra e fornecedores, conheçam e estejam a bordo do seu plano.

Uma lista de materiais deve ser criada, juntamente com o detalhamento de quando eles deverão estar disponíveis, como serão armazenados e as quantidades necessárias para minimizar a retenção no material. Tudo isso ajudará você a executar de forma eficiente seu plano de transporte e logística.

3. Dê preferência para materiais pré-fabricados

Os materiais pré-fabricados ou modulares são aquelas peças que já chegam ao canteiro prontas para serem usadas na obra. É o caso, por exemplo, do concreto usinado, de vergalhões cortados e dobrados, desmoldantes, entre outros produtos.

A ideia é que você não precise contratar mão de obra especializada para produzir esses materiais no canteiro, adquirindo-os diretamente de um fornecedor. Além de aumentar a qualidade dos materiais, isso também reduz tempo de produção, uma vez que os itens já chegam prontos e no momento certo de serem utilizados por seus profissionais.

Logística na Construção Civil: 5 dicas para não faltar materiais na obra

4. Planeje os pedidos para reduzir custos

A logística é responsável por fazer o pedido dos materiais, armazená-los e transportá-los até a mão de obra da construção, na hora que esta precisar deles. Com isso, ela consegue ter uma visão geral do fluxo de materiais na obra e entender qual a quantidade e quando cada pedido deve ser feito.

Dessa forma, ao fazer contato com os fornecedores, a logística consegue negociar os melhores preços, fazendo vários pedidos ao mesmo tempo, em vez de pedidos picados que não abririam espaço para conseguir descontos.

5. Saiba a melhor forma de armazenar cada material

Material parado e mal armazenado só pode significar uma coisa: desperdício. É a logística de uma obra que deverá se preocupar com as especificidades de cada material, determinando a melhor forma de armazená-lo — por exemplo, sacos de cimento devem ser armazenados em um local fresco e longe de umidade e calor excessivo.

Por outro lado, é essa área também que acompanhará a demanda da obra para não pedir materiais a mais, e acabar perdendo dinheiro, e nem a menos, o que poderia significar obra parada. Uma boa logística na Construção Civil irá comprar a quantidade certa de itens para cada etapa da obra, evitando desperdício.

Gostou das nossas dicas para não faltar materiais na obra? Quer continuar aprendendo a gerenciar seus projetos da melhor maneira? Curta nossa página no Facebook e acompanhe todas as nossas dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *